quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Capítulo Um. Terceira Parte . - Angústia ;

Tumblr_lg06hq9rtt1qasdhgo1_500_large

Eu estava com uma blusa de mangas curtas, e uma calça jeans com bolsos, coloquei minha mão invisível em um deles antes que mamãe percebesse. Parecíamos dois cachorrinhos olhando para ela com olhos brilhantes, para que não brigasse muito, não custa nada tentar. E logo ela foi dizendo .. ou melhor, gritando .
- Passou um furacão aqui ? o que houve com esta sala ? e aquele fogão ? cheio de gordura, que nojo ! - Brenno me cutucou e apontou com os olhos para meu braço. Ele estava começando a desaparecer, meus pulsos já não se viam mais .Sai correndo para o banheiro, sem dizer nada.
- Aonde você vai peste ? volte aqui, não terminei de falar ! - aah, como minha mãe é carinhosa.. as vezes me assusto.
- Desculpe, estou apurada - menti - Brenno, preciso de você aqui, acabou o papel higiênico - menti, novamente.
- Não sou nenhuma planta que pode esperar até a boa vontade de você dois. Quero tudo isso aqui limpo antes das 6 ouviram ? - ela continuou dizendo, sozinha na sala, e depois foi bufando para seu quarto .
Brenno bateu bem rápido 5 vezes na porta do banheiro, eu a abri.
- E agora,o que vamos fazer Pietra ?- perguntou ele.
- Eu estou com muito medo Brenno .. MUITO MEDO, e se eu não conseguir mais voltar ao normal ? eu não quero desaparecer - comecei a chorar, e ele me abraçou.
- Calma, vamos achar a solução.. o que começa, sempre acaba, não é ? - Disse Brenno, mais sei que ele não estava falando sério, mesmo que tentasse. Ficamos ali, abraçados. Até o telefone tocar. Eu estava com medo de mais para atende-lo, e Brenno também. Mamãe desceu as escadas e atendeu - moramos em uma casa de dois andares, e o porão, na parte de baixo . - Logo desligou, e disse que deveria ser um trote, pois ninguém havia dito nada. Ele toca novamente, mas desta vez, ela manda Brenno atender .
- Atende essa coisa Brenno, não vou descer de novo.
- Vou atender.. - disse ele, com medo. Em seguida atendeu .
-Alô ? .. Alô .. ALÔ, quem fala ? RESPONDE, MAIS QUE DROGA. -A ultima frase foi dita por uma vóz rouca, e mãos muito trêmulas. - Ele desligou .. - Disse Brenno . Pela terceira vez o telefone toca. - Pietra, sua vez de atender.
Meus olhos ainda estavam chorando, mesmo que eu quisesse parar, eles não me permitiam. Atendi .
- Alô ..
- Finalmente você atendeu sonhadora.. pensei que não iria atender. Você esta chorando ? aah, já sei, esta desaparecendo não é ? não se preocupe, O livro tem a solução.. - não deixei a vos terminar, e logo interrompi.
- Quem é você ? o que esta fazendo comigo ? o que você quer ? - comecei a chorar mais, desta vez, a soluçar também. A vos continuou .
- Calma, com tantas perguntas você me deixa confuso, deixe-me terminar. Não tenha medo, se você tiver, não vai conseguir cumprir sua missão . É isso que tenho para te falar por enquanto . - Desligou . Logo Brenno perguntou o que a vos disse. Puxei ele pelos braços até o porão, para ler o tal livro e descobrir logo a cura para meu 'desaparecimento' . Chegando no porão, dividimos uma cadeira que estava a frente de uma mesa de costura em poeirada, pegamos O livro e o colocamos em cima da mesa .
- Pietra, você tem certeza do que esta fazendo ? - perguntou Brenno.
- Claro que tenho. Pior não pode ficar não acha ? - disse eu, com receio de que poderia ficar pior, e continuei.- você poderia ler Brenno ?
- Claro .. - Ele pegou o livro de cima da mesa, e começou a ler.

------------------------------------------------------------------------- Continua ..

2 comentários:

Friendly Blogger disse...

Tá muito legaal a história flor, vc escreve muito bem.
To super curiosa para saber dessa história.

Bjsss..
Gabii

Rick Monteiro" disse...

Ufaa.... Nossa que aflição...
Cara muito incrível, e olha eu li tudo, ate eu fiquei com medo que vc sumisse (heheh)..
Muito legal"
Bjws"
"(*_*)"
(L)